Um dia muito especial para as mães de Schoenstatt

“Chegou a hora do Teu Amor! Faça-se a Pequena Maria, um brilhante nas mãos do Pai!”

Reunimos, com grande alegria, para o encerramento das atividades do ano, da Liga das Mães de Schoenstatt, no Rio de Janeiro, no dia 10 de dezembro, junto ao Santuário Tabor Redenção da Família. Santuário com indulgência jubilar, pelo seu ano jubilar de graças, de 25 anos de sua bênção e inauguração.

Um dia ensolarado e cheio de luz, que acolhe os grupos de mães, vindos de Petrópolis, Niterói e da própria cidade do Rio de Janeiro. Mães jovens e idosas, todas felizes, atravessam o portão do Santuário Jubilar e são acolhidas com café e biscoitinhos, porque chegamos na casa da Mãe.

 

Entrega da conquista espiritual

Irmã Maria Dioneia Lawand conduz a entrega do brilhante. Uma vivência muito significativa para todas as mães. As bandeiras da Liga das Mães, em cada cidade, entram ao som do hino do Ramo e, com elas, os símbolos da aspiração de cada mãe, nos últimos cinco anos, na conquista espiritual do pequeno diamante. Tudo o que se depositou no capital de graças, em seu empenho, vigilância, em seu caminho de santidade.

Quis a Providência que nos reuníssemos nessa data, em que, há 83 anos, no santuário original, o padre José Kentenich, em espírito de gratidão e súplica, entregava a coroa a Mãe Três Vezes Admirável. A partir de então, ela é invocada com o título de Rainha e começa uma nova corrente de vida, as coroações. Justamente, hoje, acontece esta especial celebração e o Ramo das Mães se alegra com sua Rainha Custódia Viva.

Para a santa missa, presidida pelo padre Alexandre Awi, que se ordenou neste santuário e, atualmente, é superior geral dos Padres de Schoenstatt e presidente da Obra Internacional de Schoenstatt. Para esta celebração, chegaram também os representantes dos Conselhos do Movimento de Schoenstatt, de várias cidades, membros da Lafs, da Campanha da Mãe Peregrina e da Liga de Famílias.

 

Não tema, o Senhor está no meio de ti

Em sua homilia, padre Alexandre nos deixa mensagens valiosas: “Não temas, não se deixe levar pelo desânimo. O Senhor, seu Deus, está no meio de ti, Ele exultará de alegria por ti!… Deus as ama particularmente. Vocês são o brilhante da coroa de Nossa Senhora. A Rainha Custódia Viva quer brilhar com a luz de cada uma. Deus espera o nosso coração. É tempo de Advento, tempo de esperança. Deus vence sempre, o Amor vence sempre!”.

 

“A presença do querido padre Alexandre Awi foi um presente tão delicado da Mãe de Deus!”

Ele celebrou com muita unção e, como bom conhecedor do nosso ramo, fez uma homilia revigorante, confortadora e tão carinhosa. Homilia inspiradora de alegria e esperança. Apesar de qualquer problema que tivermos com nossos filhos, nada de culpa ou tristeza. Ele refletiu sobre o especial amor que Deus sente por todas as mães,” lembrou Alzira Alvim, de Minas Santos.

 

Rainha, torna-nos semelhantes a ti

Ao final da Santa Missa, nos dirigimos ao santuário para uma especial bênção e receber a indulgência plenária.

A confraternização termina, sob uma brisa agradável, com almoço e um lindo bolo. Para Janaína Oliveira Dell’Armi, “poder encerrar o ano de 2022 no Santuário da Mãe e Rainha, junto com o ramo das Mães e a Família de Schoenstatt, foi ter a confirmação de que junto a Mãe de Deus podemos alcançar muitas graças e renovar nossas forças para seguir o caminho em direção à conversão e santidade diária.”

Um ciclo se fecha e outro se inicia, rumo aos novos cinco anos de preparação para as Bodas de Carvalho, quando completaremos 80 anos da Liga das Mães no Brasil, com o lema: “Rainha Custódia Viva, torna-nos semelhantes a Ti, fortes dignas e orantes, espalhando sementes de santidade e missão!”

 

Maria Angélica Rigoto, dirigente da Liga das Mães de Schoenstatt, na Arquidiocese de Niterói

Categorias