Fiéis celebram festa para Nossa Senhora da Conceição, padroeira da Tijuca

“Maria, Mãe e Imaculada, Senhora da Esperança”, é o lema da festa da padroeira da Paróquia Nossa Senhora da Conceição, na Tijuca, que neste ano os fiéis terão um motivo especial para celebrar.

Nossa Senhora da Conceição tornou-se também a padroeira da Tijuca, um dos bairros mais antigos, tradicionais e populosos da capital.

Sancionada pelo prefeito Eduardo Paes, a Lei nº 7.396, de 2 de junho de 2022, inclui a data no calendário oficial da cidade do Rio de Janeiro. O projeto de lei foi de autoria do vereador Rafael Aloisio Freitas.

A festa deste ano, organizada pelo pároco, padre Fábio Balbino, começou com a novena no dia 29 de novembro, com missa presidida pelo bispo auxiliar Dom Roque Costa Souza. Para cada dia da novena, um sacerdote é convidado.

No dia 8 de dezembro, festa da padroeira, haverá missas às 7h, 8h30, 10h, 12h, 16h e 18h. A missa das 20h será presidida pelo arcebispo metropolitano, Cardeal Orani João Tempesta. Também no dia da padroeira haverá oração do Terço Mariano e Ladainha de Nossa Senhora às 14h, e a Hora da Graça, às 15h.

 

Dados históricos

A comunidade paroquial dedicada a Nossa Senhora da Conceição surgiu em 1880, quando foi construída uma primitiva capela. Com o crescimento do bairro e a demanda religiosa, o então arcebispo metropolitano, Cardeal Joaquim Arcoverde, elevou a capela à condição de paróquia no dia 15 de dezembro de 1919.

O templo foi restaurado entre 1975 e 1980, por ocasião do centenário da comunidade paroquial. A festa da padroeira é comemorada no dia 8 de dezembro, cujo dogma da Imaculada Conceição foi definido em 1854 pelo Papa Pio IX, com a bula “Ineffabilis Deus”.

 

Carlos Moioli

Categorias