Fiéis do Jardim América celebram a Festa de Santa Rosa de Lima

Os fiéis da Paróquia Santa Rosa de Lima, no Jardim América, celebram com júbilo, no dia 23 de agosto, a memória festiva da padroeira, com missa presidida pelo pároco, monsenhor Luiz Antônio Pereira Lopes, e concelebrada pelo vigário paroquial, padre Marcelo Vilanova Vieira.

A celebração foi marcada com belas canções entoadas pela Pastoral da Música e a alegria das crianças que representavam anjos e a própria padroeira.

Na homilia, monsenhor Luiz Antônio destacou virtudes presentes na vida da padroeira: “Exemplo para todos nós, somos devotos de Santa Rosa porque ela fez muito bem o caminho de Jesus, e a base de suas virtudes foi viver na graça de Deus. Desde criança, ela se consagrou e esteve, por inteira, à disposição de Deus. Fortalecida pela constante vida de oração, viveu em estado de graça, colocando Deus como o centro de sua vida”.

Na celebração também foi apresentada nova imagem prateada da padroeira, feita por um artesão peruano, que ficará exposta para a visitação dos fiéis na Capela do Santíssimo.

Os fiéis, que depois da pandemia ainda não haviam comemorado o dia da padroeira com tantas pessoas reunidas, demonstraram muita alegria e emoção.

“Fiquei emocionada por ver a igreja lotada, como há muito tempo não se via. Eu e minha família nos sentimos no céu com a Pastoral da Música, que composta de belas vozes, cantou belamente, e principalmente ao ver e ouvir o nosso ancião, Hélio, cantando uma de suas composições. A entrada das crianças da catequese vestidas de anjos, com a participação de meus filhos, e a Santa Rosa de Lima representada pela doce Vitória Bersch, que assim como nossa padroeira segurava e olhava para o crucificado, tão cheia de amor. Ver minha família servindo, minha mãe na procissão do ofertório e a emoção do padre Luiz ao receber a pequena imagem da santa que ficará na Capela do Santíssimo, tudo isso me fez agradecer ainda mais a Santa Rosa de Lima, porque na história da paróquia meus pais ajudaram na construção, e agora eu e minha família também servimos à igreja”, disse a paroquiana Rose Rios.

O pequeno Antonio Miguel, de 8 anos, um dos anjos na celebração, chamou a atenção por sua emoção durante a missa.

“Eu gostei muito, amei estar de anjo,  ver minha irmã e meus amigos que também foram anjinhos e a vitória de Santa Rosa. Tudo foi muito legal”, disse.

A comunidade ainda vive os reflexos das comemorações do jubileu de 60 anos da paróquia, e recentemente foi homenageada com a medalha Pedro Ernesto entregue pela Câmara de Vereadores do Rio de Janeiro em cerimônia na própria paróquia, em reconhecimento ao trabalho prestado à comunidade do bairro do Jardim América.

 

Gustavo Kelly – Pascom Rio

Fotos: Gustavo Kelly 

Categorias