Crianças e adolescentes fazem peregrinação ao Santuário da Penha

“Perseverando com Maria, Rainha da Paz!”, foi o tema da 22ª Caminhada da Perseverança da Arquidiocese do Rio de Janeiro, que aconteceu na manhã do dia 14 de maio, na Basílica Santuário de Nossa Senhora da Penha, na Penha, com a participação de centenas de crianças e adolescentes das turmas de todos os vicariatos.

A concentração se deu na quadra do Colégio Nossa Senhora da Penha, onde a imagem peregrina de Nossa Senhora da Penha acolheu os caminhantes, junto com uma equipe animada formada por voluntários, coordenadores vicariais e forâneos, e catequistas.

As crianças e os adolescentes conduziram a imagem de Nossa Senhora da Penha – colocada num andor preparado pelo reitor do Santuário, padre Thiago Sardinha de Jesus – até a Concha Acústica, que fica aos pés da escadaria do penhasco onde encontra-se a Basílica Santuário.

“O encontro tem por objetivo visitar como peregrinos o Santuário da Penha e fortalecer a fé mariana em nossas crianças e adolescentes. Iniciamos com a Oração do Santo Terço na quadra do colégio e subimos rezando e cantando louvores a Nossa Querida Mãe e Rainha. Ao chegar à Concha Acústica, terminamos as dezenas e, junto com o grupo de dança da Paróquia São Luiz de Gonzaga, onde coroamos solenemente a imagem de Nossa Senhora, Rainha da Paz”, disse a coordenadora arquidiocesana da Iniciação à Vida Cristã, irmã Patrícia.

“Nossa Senhora da Caminhada

Rogai por nós, rogai por nós

Maria ao lado, não temo nada

Rogai por nós, rogai por nós.”

(Madre Maria Helena Cavalcanti)

 

‘Jardim de gente’

“Sabe aquela emoção que aflora na pele e você começa a chorar de alegria? Pois é! Foi assim na 22ª Caminhada Arquidiocesana da Perseverança no Santuário da Penha, na Casa da Mãe Santíssima!”, disse a coordenadora arquidiocesana da Perseverança, Iara de Oliveira Santos Menezes.

A chegada de cada grupo – partilhou Iara Menezes – “irradiava a alegria em estarmos juntos novamente! O trabalho incansável dos coordenadores vicariais com seus forâneos resultou num lindo ‘jardim de gente’, subindo a ladeira com seus terços nas mãos. A acolhida e a unidade do querido padre Tiago Sardinha com a equipe da Comissão Arquidiocesana de Perseverança foram de suma importância para o êxito da caminhada”.

“O ápice de nossa caminhada foi, mais uma vez, o sol brilhar na hora da coroação, como foi em 2019, depois de dias chuvosos. Nossa Senhora brilhou para todos nós!”, acrescentou Iara de Oliveira Santos Menezes, que também é coordenadora da Iniciação à Vida Cristã (IVC) infantil da Paróquia Santo Antônio de Pádua e Nossa Senhora da Boa Vista, no Cachambi.

 

Amor e devoção

Segundo a vice-coordenadora da IVC de crianças e adolescentes e Perseverança do Vicariato Campo Grande, Ignez Costa Siqueira, a Caminhada da Perseverança é um marco no segmento da catequese na  Arquidiocese do Rio. Neste ano, observou, “teve um sabor especial, com o retorno às atividades presenciais após o tempo de isolamento e distanciamento por conta da pandemia da Covid-19”.

“Tivemos um grande número de participantes. Foi muito emocionante para muitos de nós. As crianças e adolescentes, a grande maioria, por exemplo, do meu vicariato nunca tinham saído de Campo Grande, e sair para um evento tão bonito e importante, que é a manifestação pública do amor e devoção a Nossa Senhora, foi marcante para elas”, partilhou Ignez Costa Siqueira, que é paroquiana da Paróquia São João Evangelista, em Campo Grande.

 

Fraterno reencontro

Para a coordenadora arquidiocesana de Perseverança, Luzia Nadia de Mesquita Gomes, a Caminhada da Perseverança acontece todo ano desde 1998, já tendo sido realizada na Catedral de São Sebastião, no Santuário de Loreto, na Freguesia, e no Santuário de Fátima, no Recreio.

“De lá para cá a Caminhada da Perseverança vem se tornando uma tradição e um marco anual na qual os adolescentes que perseveram em suas paróquias se encontram para rezar e se confraternizar. Nos últimos anos, a caminhada tem peregrinado ao histórico Santuário da Penha, que nos presenteia com uma visão panorâmica da cidade do Rio de Janeiro, conceituado ponto turístico e com a hospitalidade do padre Thiago Sardinha e sua equipe. Sem dúvida, uma casa acolhedora onde nossos adolescentes e jovens sentam-se no colo de Maria Santíssima”, disse.

Luzia Nadia destacou que a peregrinação deste ano, com nova equipe de coordenação da Perseverança – hoje formada pelas catequistas Luzia Nadia, Iara Menezes e Ignes Siqueira, tendo a parceria da coordenadora da IVC irmã Patrícia –, teve gosto de reencontro, confraternização e amizade.

“Nas intenções foram lembradas as vítimas da Covid-19, das guerras, das catástrofes naturais, e pediu-se pelo Papa Francisco e por todos os adolescentes da cidade do Rio de Janeiro. Foi emocionante ver corações tão jovens com o terço nas mãos e laços brancos ao ar. Que Maria, Rainha da Paz, rogue por todos nós”, acrescentou Luzia Nadia de Mesquita Gomes, que participa da comunidade São José Operário, pertencente à Paróquia São Jorge, em Quintino.

Após atos de louvor e homenagens a Virgem Maria, as crianças e adolescentes, junto com os catequistas e pais, subiram as escadas até a Basílica Santuário, onde participaram do momento de oração pelas necessidades da Igreja e do Papa Francisco, que ocorre todos os sábados, com transmissão pela Rádio Catedral.

“Que a Virgem da Penha interceda por todos aqueles que participaram de forma direta ou indireta desta linda homenagem a Nossa Querida Mãe do Céu. Nossa Senhora da Penha, rogai por nós! Nossa Senhora Rainha da Paz, rogai por nós!”, desejou irmã Patrícia.

 

Carlos Moioli

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Categorias