Paróquia Santa Rosa de Lima, no Jardim América, recebe Medalha Pedro Ernesto

No dia 19 de agosto, a Paróquia Santa Rosa de Lima, no Jardim América, recebeu o conjunto de medalhas de mérito Pedro Ernesto, a mais alta comenda da Câmara Municipal do Rio de Janeiro, em reconhecimento aos 60 anos de fundação e prestação de serviços à comunidade. A cerimônia, que costuma acontecer na própria Câmara de Vereadores, desta vez se transferiu para a própria paróquia, contemplando vários paroquianos que fazem parte desta história.

O reconhecimento vem de toda Câmara de Vereadores, no entanto, a autoria da proposição da entrega das medalhas foi do vereador Reimont, que em seu discurso destacou que a Paróquia Santa Rosa de Lima é um lugar privilegiado, onde os filhos e filhas de Deus que vivem com potencialidades onde encontram lugar de acolhida e pertencimento, onde a fé é o ponto de partida.

“Além da dimensão espiritual evidenciada nos sacramentos aqui celebrados, essa comunidade de fé também é reconhecida pelas atividades caritativas, que dão alento para os mais fragilizados da sociedade, assim como os grupos de apoio e cursos profissionalizantes que dão nova esperança àqueles que almejam o primeiro emprego ou que desejam se recolocar no mercado de trabalho”, afirmou o vereador Reimont.

Muitos foram os momentos que emocionaram a todos durante a cerimônia, pois foram escolhidos cinco grandes representantes da comunidade para falarem de pontos importantes que marcaram a história da paróquia.

A professora Ana Maria Tavares resumiu toda a história desde a fundação, José Ivo falou do grande mutirão comunitário da construção da atual igreja, o jovem Guilherme Iack lembrou do grande desafio de receber centenas de peregrinos durante a Jornada Mundial da Juventude no Rio de Janeiro, em 2013, a também professora Fernanda Pereira, que faz parte de uma das capelas da matriz, fez comentários importantes sobre a grande rede e descentralização da paróquia em todo o bairro com suas diversas capelas e serviços, e, por fim, Sérgio Lima, atuante nos movimentos sociais do município e agente da pastoral do meio ambiente e demais serviços sociais, fez um resumo da importância destes trabalhos no bairro e todo o Rio de Janeiro.

Por fim, foram entregues as condecorações aos convidados de honra presentes na mesa durante a cerimônia. Ao monsenhor Luiz Antônio, pároco da Paróquia Santa Rosa, foi entregue o diploma atestando o mérito e ao padre Marcelo Vilanova Viera e à irmã Marcella Calle Altuna, foram entregues o conjunto de duas medalhas Pedro Ernesto.

Ao fim, monsenhor Luiz Antônio se dirigiu à comunidade e comentou sobre a importância da homenagem recebida.

“Neste tempo tão difícil em que estamos vivendo, receber uma medalha como essa, todos nós deveríamos estar felizes, alegres e contentes em saber que tudo aquilo que foi plantado aqui nesta comunidade foi por vocês, porque nós que estamos aqui chegamos depois e vocês chegaram primeiro, portanto, vocês são os sujeitos e agentes da ação desta vida da comunidade, pois nos ensinam mais do que nós ensinamos a vocês, e vocês dão mais exemplos do que nós mesmos”, disse o pároco.

Ao recordar a primeira Carta de São João: ‘Vede que grande presente de amor o Pai nos deu, de sermos chamados filhos de Deus’, monsenhor Luiz Antônio acrescentou: “Que bonito é a gente perceber isso, que grandeza Deus nos cumulou com essa bênção, e por isso nós devemos agir como filhos e também sermos tratados como filhos, e eu tenho essa alegria de ter essa convivência tão duradoura com vocês”.

Para assistir a cerimônia na íntegra, basta acessar o canal do YouTube Rosa do Jardim, ou a página do Facebook @matrizsantarosadelima, na qual aconteceram as transmissões ao vivo.

 

Gustavo Kelly / Pascom-Rio

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Categorias