Ano Inaciano – 500 anos da conversão de Santo Inácio e de Francisco Xavier

Um convite especial surge desde a nossa própria historia. A Companhia de Jesus nasce como fruto deste olhar diferenciado de Inácio para consigo mesmo, para com Deus e para com o mundo. Inácio já não estava sozinho, ele era conduzido por Deus àquilo que era um projeto de renovação interior e exterior. A experiência pessoal de Inácio com Jesus, abre os olhos dele para uma vida nova, um olhar novo. Inácio viveu um processo de conversão que foi coroado em Manresa (ES), à margem do Rio Cardoner, quando os seus olhos se abrem para caminhos novos, tendo uma iluminação profunda de Cristo.

Hoje, somos convidados a entrar neste caminho novo, a partir do exemplo de Inácio de Loyola e todos os frutos do Espírito em sua vida. Sair da escuridão em direção à luz, sair de si mesmo em direção ao irmão e irmã.

O Ano Inaciano, desse modo, se concentra na conversão de Inácio e nos revela um homem livre e generoso. São 500 anos de sua conversão e da escrita dos Exercícios Espirituais, assim como 400 anos da canonização de Inácio de Loyola e de Francisco Xavier em Roma.

A Companhia de Jesus no mundo inteiro, com todas as pessoas que bebem da fonte inaciana, estamos aprofundando e aproveitando melhor esta oportunidade.

Este Ano Inaciano, nos leva a experimentar a ação do Espirito que agiu em Inácio e que age na história, age em nós também hoje.

Aqui em nossa Província no Brasil, estamos fazendo acontecer o Ano Inaciano de um modo que, mais do que criar eventos, esta experiência seja, de verdade, uma oportunidade para que cada paróquia, escola, universidade, obra social, Casa de Retiro, Centro social, Núcleos Inacianos, etc., possam aprofundar a sua vocação e chamado a viver no mundo e criar momentos e acontecimentos que, de fato, nos levem a este aprofundar e experimentar esta vida nova que chega até nós. O Ano Inaciano nos convida a sair de nós mesmos e irmos mais além.

O belo é ver o quanto somos capazes de renovar, mudar, avançar em direção àquilo que é vontade de Deus, Ele cabe em nós e estamos disponíveis para esta ação.

Como frutos, queremos viver em uma Companhia e Igreja cada vez mais disponíveis, mais generosas, mais acolhedoras e mais leves, por fim, que seja um momento de conversão para todos.

O centro do Ano Inaciano é o Cristo mesmo, é deixar a sua voz ressoar dentro de nós e de nossas obras.

Será importante perceber que este Ano Inaciano nos convida a um outro olhar a partir de Cristo Jesus. O olhar dele é mais universal, por isso, o nosso também deve ser. Olhar como ele, nos proporcionará sentir o que ele sente, amar como ele ama, de modo mais universal, tendo em vista as diversas culturas, obras, realidades nos pedem, de verdade, um novo olhar e um novo amar.

No dia 20 de maio de 2021, desde Manresa, o Padre Arturo Sosa, Superior Geral dos Jesuítas, na Igreja Santo Inácio, inaugurou o Ano Inaciano com todas as províncias do mundo inteiro.

Assim, desejamos que se abra em nós a disposição e o desejo de amar mais, servir mais, não estamos sozinhos, continuemos peregrinando como Inácio e Francisco Xavier, em direção a buscar e encontrar a vontade de Deus.

Aqui no Rio de Janeiro,  no dia 21 de agosto de 2022, teremos uma missa solene presidida por Dom Orani Tempesta, estaremos presentes jesuítas e diversas obras e missões presentes no Núcleo Apostólico dos Jesuítas. Todas as pessoas estão convidadas para celebrar conosco às 10h da manhã.

Que o espírito do Ano Inaciano nos anime na missão e serviço a todas as pessoas, como Igreja Local e como Companhia de Jesus, um corpo em missão.

 

Padre José Laércio.sj   

Superior dos Jesuítas no Rio de Janeiro e coordenador das atividades do Ano Inaciano no Brasil

 

Categorias