Sacerdotes da Arquidiocese do Rio de Janeiro recebem títulos de monsenhores

A Arquidiocese do Rio de Janeiro conta com mais sete monsenhores, título eclesiástico de honra conferido pelo Papa Francisco.

Indicado pelo ordinário local, o título de monsenhor, também conhecido por Capelão de Sua Santidade, é conferido a sacerdotes com mais de 65 anos.

Os novos monsenhores foram apresentados pelo arcebispo do Rio de Janeiro, Cardeal Orani João Tempesta, durante a missa de abertura do Congresso Eucarístico do Centenário, realizada na Catedral de São Sebastião, no dia 3 de setembro.

São eles: Aníbal Gil Lopes, Carlos Alberto do Nascimento, Carlos Gómez Saiz, Daniel Rodrigues Mourão, Enrico Arrigoni, Henrique Jorge Diegues e José Arimatéa Alves da Silva.

Segundo o arcebispo, houve a indicação de mais dois sacerdotes, que foram aprovados, mas faleceram antes de receber os títulos. São eles o cônego Manuel Eugênio Amorim Rosa, que era vigário paroquial da Paróquia Nossa Senhora da Cabeça, na Penha, e o padre Domingos de Gusmão José dos Santos, da Paróquia Santa Efigênia e Menino Jesus de Praga, em Irajá.

 

Carlos Moioli

 

 

Categorias